Frente pela Soberania

Análises Políticas, Econômicas e Sociais

Aa aA

Economia para Indignados

Foto

Economia para Indignados

A falácia de que o Estado não pode gastar mais do que arrecada

J. Carlos de Assis, economista, RJ

02/01/2018

Pode gastar mais, sim. Sobretudo com investimentos em infraestrutura e com gastos em serviços públicos. Numa situação de recessão ou contração econômica, como a que estamos vivendo, a única forma de sair do buraco é pelo gasto público. É que, em recessão, o setor privado não investe, por motivos óbvios: não tem demanda. Só empresários idiotas investiriam na expansão da produção sem ter uma expectativa de vendas razoável.

O consumo, por si mesmo, não pode se expandir. Ele é impulsionado pelo emprego, que está em baixa na recessão, e pela renda, que também está deprimida. Portanto, o que sobra para estimular a retomada da produção, e o aumento do PIB, é a expansão do gasto público. Mesmo porque o Estado é o único ente econômico que pode investir sem se preocupar imediatamente com a demanda, e que pode se financiar com déficit.

O Estado pode gastar mais do que arrecada indefinidamente? Claro que não. Pode fazer isso até a economia entrar num ciclo de crescimento razoável. Quando isso acontecer, a receita pública terá se recuperado, e o déficit público cai automaticamente. Também na recessão não há risco de inflação. A inflação é causada principalmente por pressão do consumo, e o consumo, numa recessão, estará em baixa. Por que, então, a falácia de que o Estado não pode gastar mais do que arrecada, mesmo na recessão? Explico no próximo post.

Endereço desta página:
http://www.frentepelasoberania.com.br/economia-para-indignados/a-falacia-de-nao-gastar-mais-do-que-arrecada/

Compartilhar
Leia também:
×